segunda-feira, 24 de outubro de 2011

GARÇOM, POR FAVOR:

me dê Beatles, Erasmo,
um Geraldo Vandré


de sobremesa, Tim Maia,
regado a Nicolas Behr.

QUADRINHOS, PRA ALEGRAR A VIDA... OU NÃO...


BELA E BIRO EM SEUS PRIMEIROS DIÁLOGOS...


UMA COLAGEM, PRA DISTRAIR...

Feita em 2008 ou 2009, não me lembro bem... mas foi por aí...

TEXTOS DO DIA DE ONTEM

o poema segue seu curso,
sua via normal...
de repente, num facho de luz
um acidente:
tropeçamos em meio às letras...
ralamos a perna
ganhamos um dente.

*  *  *  *

POEMA DE GENTE VELHA

na minha vida, até o momento,
onde passei derrubei cânones,
fiz muitos filhos, escrevi livros,

só não ouvi ainda a obra 
completa dos Rolling Stones.

*  *  *  *

MOBILIDADE MELANCÓLICA OU 
MAIS UM POEMA DE GENTE VELHA

Estive tão sozinho
que chegava a doer.
Saí de casa, fui tentar 
ver gente
(...)
doeram as pernas.

*  *  *  *

AUTO ERRÁTICU

excede,
diz: "gasta"
precede,
diz: "graça"

*  *  *  *

meu corpo,
ora fechado, 
ora intransponível
pelo cadeado da incerteza
- após tudo -

sente-se agora
solto e liberado
(bem flexível)
pra duvidar ainda
com mais certeza.

sábado, 27 de agosto de 2011

DA SÉRIE: "OS CEM POEMAS REALISTAS DE AMOR."

MICRO-HISTÓRIA PALMENSE (ENTRE A 108 NORTE E A 108 SUL)
para Dininha

Pela manhã e pela tarde nós não podemos nos ver,
pois ela tem que cumprir expediente na
secretaria de administração.
Entre as seis e as dez e meia é o tempo
que ela tem de ir à faculdade.
Entre as onze e a meia-noite ela
revisa as matérias, se prepara para ir dormir.
Sábado ela tem de fazer faxina, lavar a roupa,
revisar as matérias, fazer os trabalhos pendentes.
Domingo é o dia dela ir a igreja, ver alguns amigos, ligar 
para a família distante...

e diante de tanta atividade,
de tão pouca liberdade,
eu ainda nem tive tempo
de pedí-la em namoro.

DA SÉRIE: "OS CEM POEMAS REALISTAS DE AMOR."

falo do amor vivido
como a imensa maioria dos políticos
fala de honestidade.


*  *  *


VERDADE VERDADEIRA
(para Delta 2)


na verdade eu queria te pegar,
te abraçar, te beijar
e te fazer carinho até...
acabar o mundo.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

TRECHOS DE UM NOVO LIVRO... O "NO CAMINHO DAS PLANTAÇÕES DE PALAVRAS"

aqui vai cair um
grão de palavra:
e de intenção em
gesto
brotará um
manifesto.


*    *    *
 
palavra nunca se gasta.
palavra nunca apodrece.
palavran unca se gasta.
palavr anunca apodrece.
palavranun ca segas ta.
pa lavranu nca apodr
e
ce.


*    *     *


palavra
apodrece
palavra nunca
nunca se gasta
nunca apodrece palavra
se gasta palavra
apodrece palavra nunca
palavra nunca se gasta palavra nunca
apodrece palavra nunca
se gasta palavra
nunca apodrece palavra
nunca se gasta
palavra nunca
apodrece
palavra

segunda-feira, 4 de julho de 2011

OUTRA NOTA SENTIMENTAL... OU MAIS UM APELO NO AUTO - DIVÃ... OU CONSIDERAÇÕES AO ANALISTA INTERNO...

Acontece que estou quase apaixonado
e penso faltar mais um sutil lance
para que degringole tudo.
"Degringolar" é me apaixonar de vez.

Mas doutor, eu já sinto saudade:
vontade de falar com ela todos
os dias, vontade de
saber como ela está, e uma pequena
agonia em querer vê-la; tê-la por 
perto, pois
parece que envelheço dez anos,
me ameaço cair os dentes,
ficar corcunda, ainda mais feio,
caído, e com uma leve
tendência para um certo tipo
de ostracismo emocional.

Sem maiores apelos, já que ela
não é nada minha, doutor. Nada.
Então eu não sei por que esse tipo
de sentimento.
Acho que é por culpa da hora, do
contexto, do excesso de monotonia,
por conta da minha solidão, e por ela
ser tão maravilhosa sem ter ao menos
que fazer o mínimo de esforço
pra isso.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

O PLANTÃO DA APERITIVOS INFORMA:

Nesta sexta, dia 24 de junho, estarei com a Aperitivos no colégio COC, em Palmas, pela manhã... Serão divulgadas algumas edições, e declamados textos e poemas para a galera... "diversão e arte" no caminho...

sábado, 18 de junho de 2011

NOTAS SINTOMÁTICAS DE UMA ARTISTA EM PROCESSO - 13/junho/2011

A solidão me alcançou a bexiga,
me tirou o apetite, a sede, baixou minha pressão.
Posso dizer que estou mais magro do
que o habitual e um pouco fraco... são
11:38hs da manhã, tomo soro numa
enfermaria do centro
e enquanto rabiscava um desenho, meio
tonto pelo medicamento, senti a
enorme necessidade  de escrever um
poema. Mas poemas não surgem por que
queremos, surgem por que eles querem fazê-lo;
E não há nada nesse ímpeto natural
que eu possa alterar, mesmo que com todo o
meu incômodo.
...
Na manhã seguinte, médico e eu combinamos
o meu retorno para mais exames.
Sei de antemão da minha infecção urinária;
O resto, também sei, vem diagnosticado
pela hipocondria: 
Talvez um problema na tireóide, talvez uma
depressão mal curada, talvez o acúmulo
de tanta ausência, o excesso de tanta paciência,
ou somente a vontade de
escrever um poema...

Mas um poema (em si) não vai dar
conta dos meus sintomas.
Um poema (em si) é só um poema
e continuará sendo inútil nesse sentido.

Porém o seu jogo lexical,
suas interfaces semânticas
seus descaminhos e caminhos sensoriais
servirão ao meu espírito.


E servindo ao espírito
servindo a "um" espírito
da mais simples e fugaz maneira,
ainda que caindo pelo dorso
de uma eternidade 
cada vez mais desbotada e oculta...
Um poema (em si)
basta

sábado, 11 de junho de 2011

APERITIVOS DAS NOVAS PREVISÕES DO HORÓSCOPO SEXUAL DA APERITIVOS... QUE SERÃO PUBLICADOS NA EDIÇÃO ESPECIAL NÚMERO OITO (DA MARLENE)

AQUÁRIO (20/01 a 18/02)

Se hoje for o dia "12/12/2012", não quer dizer nada. Mas
se for o dia "13/12/2012", por conta de movimentações
astrais, arrochos inter-cambiais, e modulações transversais
de ordem conexa no campo "cósmico-gótico-mítico" dos
intervalos de espaço-tempo, significa que haverá uma maior
suscetibilidade feminina, portanto, será o dia perfeito para
propor aquele menàge-a-troi às duas gatinhas que você tanto
sonha desde a época da faculdade. Só que se a esta altura (ou ao
ler isto, ou ao tomar conhecimento deste fato altamente redentor) já
tiver passado desta data, tipo, dia "14/12/2012", aí só lamentos, 
pois já era. "Perdeu playboy" geral.

VIRGEM (23/08 a 22/09)

Saturno se alinhou com a lua, que desalinhou com a Terra, num
eixo diametral em oposição a Venus, gerando um abalo sísmico
e exotérico em Júpiter. O que isso quer dizer? Não se sabe ainda
ao certo. Mas os virginianos devem ficar atentos. Principalmente 
os que irão se lançar na "XIX Cruzada Cafageste dos Virginianos".
Evento que consiste em pegar 27 mulheres com as iniciais de seus 
nomes correspondentes as 27 letras do alfabeto*. Pois todo esse 
"desarranjo cósmico" poderá complicar um pouco sua trajetória.


*Ganha quem conseguir primeiro.

CÂNCER (22/06 a 22/07)

A situação "tá braba". Desde as últimas previsões você ainda
não conseguiu ninguém pra f... você sabe!
O tal "desarranjo cósmico" que será um pouco ruim para os
virginianos, em contrapartida, irá colocar os cancerianos em
posição privilegiada na hora de conquistar alguém. Então
trate de aproveitar este seu bom momento. Tenha hábitos mais
saudáveis, ponha roupas que evidenciem pontos positivos do
seu corpo, e assim que estiver conversando com alguém interessante
procure evitar discutir temas complicados como "Física Quântica",

"Ética Biogenética", ou sobre alguns dos caminhos estéticos da
"Produção Minimalista Pós-Moderna do Funk Carioca".

GÊMEOS (21/05 a 21/06)

Você encontrou no carro um bilhete de motel, e suas lágrimas molharam um pedaço de papel. Peraí, isso parece letra de uma música! Chato, né?! Cê tá aí todo sentimental só por que ela foi embora pra (muito) longe e não tem outra mulher que te faça sentir tão bem e tão completo como ela. Pois é, eu poderia te indicar o "Simulator Holográfico Condessador Virtual da Mulher
Amada Fox Free Plus Tabajara" (que põe uma super imagem em 3-D da escolhida, mas que só serve pra ver, por que pegando é como se estivesse pondo a mão numa alma), mas aí não iria adiantar muito, esquece. Quer se declarar? Então faça-se ouvido por ela. Vá onde ela estiver. Faça ela saber pelas ondas do rádio ou da TV que você a ama. 
E que você não existe sem ela... que você não existe sem ela... que você não existe sem ela... ôôôn ron iêêê... sem eeeela.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

NOVA EDIÇÃO DA APERITIVOS GANHA AS RUAS DE PALMAS - TO... ÁH SIM: "TAN, TAN, TAN, TAN, TAN, TAN... (TEMA DO PLANTÃO DA GLOBO)"

Atenção acaso: o sentido aleatório está no centro da divulgação aperitivesca... A mais nova edição da Aperitivos (a especial número sete) surge ao mundo como edição mural, ou pôster ou de frontispício, e começa a figurar nos mais variados pontos da cidade: em postos de gasolina, bares, restaurantes, paradas de ônibus, empresas, escolas, UFT´s... Além de interessante e extenuante, essa alternativa tem se mostrado uma experiência proveitosa de alcançe e acesso a inusitada proposta artística. Daqui a pouco, fotos dessa interação e/ou intervenção...

terça-feira, 17 de maio de 2011

VOMITINHO...

TALVEZ VALSA
TALVEZ FALSA
TALVEZ FAÇA
TALVEZ TAÇA
TALVEZ PASSE
O PONTO A MASSA

O AMOR ESTÁ NO AR..... OU LETRA DE ALGUMA FUTURA CANÇÃO... TALVEZ VALSA, TALVEZ FALSA...

e se eu te bagunçasse?
se te fizesse lembrar dos cantos,
te embriagasse?

e se eu fosse o movimento?
o afago, o estrago e 
todo o teu esquecimento?

e se quando vertigem
eu me apegasse,
e quando o sol viesse
eu então sumisse,
e quando não houvesse
mágoa eu retornasse,
a um tempo de mim
onde só tu me visse?

e se eu não existisse
e mesmo assim te inventasse,
pra me completar?

seria o absurdo,
seria o mundo
tendo aprendido a amar.

NOTA SENTIMENTAL...

quase fora de catálogo...
sem sutilezas, retirado das prateleiras
pela indústria fonográfica, ocultado pela
farmacêutica,
e menosprezado na política
  ...

o amor ficou para o futuro
como todo o resto.

terça-feira, 10 de maio de 2011

RECORTE DE UMA IMAGEM APOCALÍPTICA...

foi quando ele subiu no alto daquele monte.
de onde se podia avistar a mais alta
das mais altas nuvens.
e onde ele se encontrava mais alto
do que o mais alto dos homens 
um dia esteve.

e num instante de contemplação
todas as sensações mundanas
se evaporaram no horizonte,
que em seguida,
tragou para si
todas as cores do mundo...

BÁBADA BABÁDA BABADÁ

vulva fuga volúpia tua
passo em fúria centrífuga rua

lama lúmia escúltura lua
berço, caixa em lâmina pura

sacro anseio cruzar-te nua
pela asfaltada, tijólica luz
violenta (violentíssima)
luz pura

...

autógrafo dos céus.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

EM TEMPO...

Daqui a alguns dias (dia 13 de maio) será meu aniversário. Se alguém quiser me dar presentes, ou telefonar ou aparecer, estarei completamente à disposição...




*63-8441-2071 - pra ligar e mandar mensagens de texto (não anexar fotos, pois meu celular não tem tecnologia pra visualização)
*thiagobrasiliano@hotmail.com - e-mail pessoal e profissional e usado no msn (outras mensagens bonitinhas e esperançosas podem ser enviadas por lá)
*quadra 108 norte, alameda 06, lote 26 - endereço para cartinhas, presentes, ou pra simplesmente me visitar mesmo, realizando o que chamo de "visitas-presentes".


(Thiago) 

EDITORIAL OU INTERMITÊNCIAS APERITIVESCAS...

Depois da participação no sarau do SESI parece que mais nada aconteceu. Só parece. Estes últimos dias estão sendo bastantes movimentados, mas a produção (artística) e o seu redirecionamento para suas devidas plataformas continua intacto...  Como já foi dito antes, a "idéia-sonho-meta" de acrescentar vídeos ao blog não foi instinta: estou correndo atrás dessa diversificação e em pouco tempo teremos novidades interessantes por aqui.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

PLANTÃO DA APERITIVOS...

"Tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan tan..." (tema do plantão da globo)


No dia 15 de Abril, a Aperitivos terá uma micro-exposição num sarau do SESI lá na Indústria do Conhecimento, em Palmas. É um prédio bonitinho que fica ao lado da estação Apinajé;
O sarau irá começar às 18:00hs.
Além de algumas instalações novas, serão disponibilizados exemplares com preços entre 3 e 5 reais. Uma baba!!!
Sem mais por enquanto voltamos a qualquer momento com mais novidades e detalhes.

segunda-feira, 21 de março de 2011

"PERMITA QUE O AMOR INVADA SUA CASA, CORAÇÃO"...

PRÓLOGO APAIXONADO OU O PRENÚNCIO
DA SÍNDROME DE BURTLEBY

quero um romance
quero ler um romance
quero viver um romance
e quero parar de escrever.

segunda-feira, 14 de março de 2011

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

VERSOS PALMACÉTICOS... OU PALMAS EM VERSO... OU A CAPITAL TOCANTINENSE EM POESIA CAPITAL...

Palmas ganhou palmas
só não ganhou cuidados.


*  *  *
Aqui o progresso caminhava
a passos largos
até ser surpreendido por um buraco e
quebrado as pernas.
Depois ainda atrapalhou o trânsito,
furou pneus,
entortou freios,
daí não sei mais o que é que deu, só sei
que nunca mais sentiu-se sua presença.
Hoje o progresso está esquecido, abandonado 
a qualquer sorte num canto.
As últimas deram por dizer
que ele se encontra demente e inválido.


*  *  *
A cada árvore cortada
tenho em mim um vazio existencial.
Meu terapeuta disse que, por causa de Palmas,
o que tenho agora pode ser bem equiparado
a um "buraco negro".

sábado, 19 de fevereiro de 2011

DO COLECIONÁRIO INSTANTÂNEO:

VIAJANTE
desde pequenino
ele já era visto
engatinhando sobre
cartas náuticas.


MINILÓPOLE (NO BERÇO DA CIVILIDADE)
Palmas ainda ensaia engatinhar.
Mas é uma pena que ela não esteja
sendo devidamente amamentada
nem pra isso.


CRÔNICAS DE UMA
PROVÍNCIA
Palmas é um projeto
errado que deu...


RECOMENDAÇÕES AO "ILUSTRADOR"
ISAÍAS CAMINHA
faça um desenho que
combine ou que não
combine ou faça o
desenho que quiser fazer.


* * * * * * * * * * * * * * * * * * *

- o anúncio diz:
"AMOR COM AMOR SE PAGA."


- então por que ela nunca?


...


- até hoje?!


...


- é foda.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

APERITIVOSTIVATICAMENTE FALANDO...

AMOR, UM FRAGMENTO

te sinto
cheiro
corpo
gesto
minha


te quero
curvas
coito
cuspe
língua


mínima vontade - misturar
minimamente


peito
pêlos
braço
vozes
dentes

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

DIRETO DO COLECIONÁRIO INSTANTÂNEO...

AS MICRO-HISTÓRIAS DE MARIA ALEGRIA


I
Tiquinho, vulgo "Palhaço Triste",
conheceu Maria num atracadouro.
Ela lhe sorriu e ele percebeu que também
podia sorrir longe dos picadeiros.
(...)
Chamou-a de "Maria Alegria".

E ela queria que só ele a chamasse assim,
então  
toda a sua história foi transcorrida num
quase-segredo.


II

Decidiram, por consenso, juntar os seus
"azares", suas "agruras", talvez desse boa
química, bom resultado...
E deu.
De noite, quando o Palhaço Triste
ia encontrar Maria Alegria
e ela não queria beijá-lo por estar
com cheiro de picadeiro, ele dizia
que aquele era cheiro de criança
e que ela poderia fantasiar, pelo cheiro dele,
qualquer outro cheiro que quisesse.


III
Com o tempo, era o contrário, depois
o contrário de novo. Maria Alegria
a cada dia, mais e mais refinava o seu humor, colocando
o imenso talento de "Palhaço Triste" à prova.
Ele, quando se pegava rindo ou impressionado
com qualquer impressão de Maria, logo se entristecia,
pensava em abandonar o circo e deixar Maria no lugar dele.
Ela não. Queria ser mãe.


III
Então Maria e Tiquinho, vulgo "Palhaço Triste", tiveram
um filho. Que um dia foi visto por eles, ainda
pequenino, engatinhando sobre cartas náuticas;
Maria disse a Tiquinho que era hora dela voltar ao 
atracadouro em que se conheceram e iniciar outras
viagens. Não queria saber o que ele pensava, nem 
se queria ou se concordava. Maria não era só "Alegria", era
também qualquer outro adjetivo necessário. Tiquinho, pleno
sabedor deste fato, juntou suas
economias, comprou um barco e seguiu com Maria pela
mesma rota de Fernão de Magalhães.

Seu circo foi também junto: de porto em porto...

sábado, 29 de janeiro de 2011

REVISTA E ATUALIZADA...

O CONTO DA ESQUINA DESCONEXA

olhou, refletiu,
(de trás para frente)
retirou de si
todo o nojo que sentia
tudo aquilo que temia
e enquanto tremia
refletiu, olhou,
vislumbrou o que não seria
o que não mereceria
e revendo o seu futuro
algo o encantou:
e persuadido de si mesmo
não quis mais olhar ou refletir...

mentiu, escondeu,
e ao abrir o livro na
esquina desconexa, mergulhado
na página lotada de pessoas
estranhas, do alto de suas entranhas
(...)
matou-se com
um poema sêco.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

JOHN COLTRANE

"Não temer o tema,
ou o improviso",
dito isto,
ergueu seu sax tenor
e foi conversar
com Deus.

CARTAS A UM JOVEM CINEASTA...

Para a eternidade,
ilumina desigualmente,
despadronize,
e crie imagens expressivas,
(...)
dignas de tela grande.

UM POEMA CONCRETO QUE VIROU CANÇÃO POPULAR E SUCESSO IMEDIATO NAS RÁDIOS FM´S (NO MEU SONHO)

RESQUÍCIO

res          res
quí          quí
cio          cio
do           do
de           de
cas          ca
síla          fôni
bo           co
      res
  resquício

A ATRIZ ROCAMBOLA, MEU CHUCHUZINHO...

Ereta,
sobre seu salto alto,
transforma tudo
ao
seu lado num palco.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

OUTRAS DO COLECIONÁRIO INSTANTÂNEO...

ENTENDA QUE ELA TAMBÉM É UMA ARMA:


vai lá,
desembainha a tua voz.


CANCIONEIRO
"De noite eu rondo a cidade...


...só pra bestar mesmo".


NOSSOS FILHOS CAPITALISTAS
- E quando você crescer?
- Eu quero continuar crescendo...


ODISSÉIA DE UM POETA OU DÍZIMA
PERIÓDICA POÉTICA
"não trabalho pra ninguém trabalho..."


DELAÇÃO PREMIADA
isso é só se eu disser
que te amo?


A ROMÂNTICA DO DISCO (MEIO ARRANHADA)
ei,
que tal rimar o
meu amor com
a sua


PARA A MOÇA DA MINHA CANÇÃO QUE ME PRETERIU
UM DIA
eu queria coisas impossíveis,
como ligar para ela e convi-
dá-la pra sair


HISTÓRIAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL
DO TOCANTINS
No dia em que o Auro Silvestri
me falou que o irmão dele, de longe, de outra
cidade, que não Palmas no Tocantins, afirmou categoricamente
ter descoberto o sentido da vida, eu quase implorei pra que
ele me contasse, mas ele usou de subterfúgio um ônibus
fora do seu itinerário para guardar seu segredo;


Às vezes, quando lembro, me dirijo a Deus com reverência
por ter inventado um homenzinho como o Auro:
tão mais inteligente, precavido, e que bem menos maluco, nunca iria
contar uma coisa dessas para um sujeitinho tão sem
importância e inocente como eu.

sábado, 22 de janeiro de 2011

COLECIONÁRIO INSTANTÂNEO

ROMANCE PARALELO COM A ATRIZ ROCAMBOLA


e aí eu 
disse assim pra
ela que ela era
muito gostosa
(...)
e ela se
ofendeu.




ADOLESCÊNCIA


uma série de 
capítulos indecisos.




ENVENENADO


contamino quem
está do meu lado.




O MAIS HUMILDE COTIDIANO


todos os dias eu leio bem
as pessoas.
(...)
o resto do tempo é dedicado
em versá-las
pra que depois elas
se leiam.


DE BANDEJA (OU TEXTO DE DIA NUBLADO)


meu coração
pode ser servido quente ou frio;
(...)
pois já está mesmo cozido
e defumado.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

DIRETO DO MEU LIVRO DO ANTI-CLÍMAX:

FRENTE A FRENTE (DE ROSTO COLADO)

ela, 
tão preocupada em impressioná-lo,
falando de suas leituras, de suas viagens,
e ele,
tão compenetrado
na espera
de um beijo.

DIRETO DO MEU LIVRO DO ANTI-CLÍMAX:

depois que se desfez
de todas as coisas inúteis
percebeu que ainda faltava
enterrar o marido.

UMA CANÇÃO POPULAR RETIRADA DE SENTENÇAS DE UMA PROVA DE VESTIBULAR...

"ENTRE RETICENTES E SUBENTENDIDOS"


tínhamos enviado
tivesses tido
tenham ficado
ter passado
prometido


tivésseis intervindo
havia explicado
tem mudado
tenho passado
intervindo


têm reajustado
tivermos terminado
teria rasgado
o futuro do subjuntivo


tinha pensado:
"não se atormente,
daqui pra frente
viveremos
em adjetivo."

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

FÉRIAS FORÇADAS.... MAS VOLTEI...

Olá, 


Pra quem não sabe, eu, eu mesmo, o Thiago, o cara que posta esse blog e que produz a Aperitivos... então, sou de Cristalândia, TO... e aí o que rola é que eu fui pra lá no último mês de dezembro, a fim de comparecer com a família e tal... e a porcaria toda é que lá não tive acesso a internet, portanto, as atualizações do blog ficaram devendo... desculpa mesmo...
Mas foi legal pra aproveitar o tempo e compor novas músicas, produzir alguns textos, roteiros, desenhos, enfrentar alguns fantasmas, sentir o balanço das árvores e ter a companhia da Capitu, minha cadela de estimação, que me tirava do espasmo mental sempre que qualquer pessoa passava pela rua e ela se arremessava ao portão de ferro, fazendo o maior barulho...